23 setembro 2014

Há momentos


Há luas que vestem as noites de prata 
E perfumes que me vestem os sonhos 
Há lembranças tuas nos meus olhos
E uma tristeza, nos teus, que me mata!
Há momentos em que perco a calma 
E os lamentos florescem... 
Há momentos em que me despem a alma 
E com sorrisos a rejuvenescem!
E, ainda que nos meus não floresçam... 
Mil sorrisos em teus olhos semearei 
Para que em teu coração sempre cresçam 
Todos os sonhos que contigo sonhei!


23/09/2014 
Joaquim Antero Oliveira