29 dezembro 2012

Como rosas nascidas pra te oferecer

 

maskdupla-07

 

Teus braços, caídos, n`areia dourada…

Como ondas agitadas, que a desfalecer,

Apagam o rastro desse belo entardecer

Em que minh`alma ficou enamorada…

Ah esses passos  percorridos no viver,

Desses versos sentidos na alvorada…

Florescem em sonhos de madrugada

Como rosas nascidas pra te oferecer

Autoria:

Joaquim Antero Oliveira