26 julho 2012

Ah! Meus sonhos…

 

 

Foto0243

 

Ah! Meus sonhos…

Meus sonhos são tantos

Quantos os teus encantos,

Que se ousar contar-tos, estarei

No limiar de te namorar e sonharei…

Sonharei, com a Lua,

Com o rio e com o mar…

Entrelaçando minha mão na tua,

Mostrando-te  porque sorrio,

E o que me faz sonhar!

 

Autoria:

Joaquim Antero Oliveira

22 julho 2012

Onde minh`alma naufragou

 

Foto0249

Suspiro, quando te sinto, natureza!

Nos singelos gestos do arvoredo,

Ou no murmúrio adormecido das águas

És tudo o que anseio, mas é tristeza

Que me veste, teimosamente, num enredo

De subversões, desconfianças e mágoas

Já não sei se me cativa a tua pureza

Ou se de mim mesmo tenho medo...

Já só sei, este leito vazio...

Que em meu peito secou...

E me restas tu, leito do rio

Onde minh'alma naufragou!

Autoria:

21/07/2012

Joaquim Antero Oliveira

14 julho 2012

Quero Abraçar o mundo

 

raining-1

Quero despertar e abraçar o mundo

Num amanhecer sentindo a natureza

Já basta, deste negro profundo…

E de alimentar somente a tristeza.

Quero despertar e abraçar o mundo

Rompendo o horizonte da frieza…

Preciso sentir vida a cada segundo

Partilhando a mais pura riqueza.

Ah! Como eu quero abraçar-te,

Tão profundamente, a toda a hora

Que tudo, hei-de deixar-te…

Do meu melhor, quando for embora.

 

Autoria:

Joaquim Antero Oliveira

11 julho 2012

Pecado

maskcora-33

 

A natureza renasce,

De entre as horas embevecidas

Perante olhares enternecidos

De eternos corações desconhecidos…

E Minh ‘Alma renasce,

De entre as horas colhidas,

Nos olhares sentidos,

Entre corações proibidos…

Do que é proibido

Nasce o desejo do que,

Não é conhecido,

E nas horas errantes,

O pensamento dos corações

Ainda distantes…

Talvez, num horizonte distantes…

Mas, sê-lo-ao no sentir?

Há muitos pensamentos errantes,

Mas não aqueles que,

Fazem o coração sorrir

Errantes os pensamentos

Caprichosos e insanos…

Que todo o coração selecciona,

Mas que sente secretamente,

Sente, não só os errantes,

Mas também os verdadeiros

Que não deixam de ser pecado…

Ah! Pecado…

Pecado é não sentir…

É amordaçar o coração…

Não quero ser pecador,

O que eu quero é agir!

O sonho é minha visão…

E tu, o seu perfume e cor!

 Dueto:

 

M. Oliveira

 

J. Antero Oliveira

07 julho 2012

Fui:

Anna141010

 

Fui brisa suave,

Num dia de Primavera

Mas... Porque sonho?

Se foi uma quimera

Fui brisa ardente

Numa noite de Verão

Ninguém a sentiu...

Mas queimou-me o coração

Fui vento forte

Numa tarde de Outono

Agora sou folha caída

Deixada ao abandono!

Autoria:

03/07/2012

Joaquim Antero Oliveira