19 maio 2012

Quero então abraçar-te de Alma aberta

Foto0281                    

A cada manhã quando olho pela janela,

Muito mais que um novo dia, eu vejo

É o renascimento do mais intimo desejo

De te ver florir cada vez mais bela. 

Em cada aurora em que te abraço e beijo

Sinto teu brilho florescer numa estrela

Mas se calo este sentir só por pejo

Me apago como à luz duma vela, 

Quand`oxigénio em seu redor esgota.

Mas se com o tempo a dor desbota…

Com ele é também que o amor desperta…

Se o horizonte mostra infindáveis caminhos

Em que não precisamos caminhar sozinhos

Quero então abraçar-te de Alma aberta!

 

Autoria:

J. Antero Oliveira