26 maio 2012

Deixa-me olhar-te no azul horizonte

Foto0062

 

Deixa-me olhar-te no azul horizonte

E falar-te do perfume das flores

Deixa-me mostrar-te a beleza dos montes

E cantar-te como me encantam suas cores

Deixa-me escrever-te a brisa silenciosa

Ou murmurar-te a frenética corrida

Da água nos riachos, que graciosa

Canta e por onde passa dá vida…

Deixa-me sentir pulsar alegremente

Esta razão que me faz viver

Mas quero também, antes de mais...

Partilhar com toda a gente

A voz de minh'alma e o prazer

D'escutar o canto dos pardais.

Autoria:

J. Antero Oliveira

19 maio 2012

Quero então abraçar-te de Alma aberta

Foto0281                    

A cada manhã quando olho pela janela,

Muito mais que um novo dia, eu vejo

É o renascimento do mais intimo desejo

De te ver florir cada vez mais bela. 

Em cada aurora em que te abraço e beijo

Sinto teu brilho florescer numa estrela

Mas se calo este sentir só por pejo

Me apago como à luz duma vela, 

Quand`oxigénio em seu redor esgota.

Mas se com o tempo a dor desbota…

Com ele é também que o amor desperta…

Se o horizonte mostra infindáveis caminhos

Em que não precisamos caminhar sozinhos

Quero então abraçar-te de Alma aberta!

 

Autoria:

J. Antero Oliveira

12 maio 2012

Suspiro meu amor…

 

IMG_0017

 

Suspiro meu amor:

Quando te vejo sorrir,

Quando te oiço cantar…

És a mais bela flor,

Que à vida quero pedir,

Mais do que sonhar.

Suspiro meu amor:

Porque te vejo florir,

Porque te oiço respirar.

Dissolve-se a minha dor,

Por teu perfume sentir,

De rosa a desabrochar.

Suspiro meu amor:

Simplesmente por existir

Um doce caminho a trilhar,

Em que os sonhos são a cor

Dum horizonte a fingir,

Mas juntos, iremos realizar!

 

Autoria:

J. Antero Oliveira