29 dezembro 2011

Soltei as amarras de minh`alma

violino-lua

 

Soltei as amarras de minh`alma
Da brisa gelada que m`envolvia
Abracei encantado a melodia
Que, de tão doce, me acalma
A dor que me agonia...

Autoria:

J. Antero Oliveira

20 dezembro 2011

Morri

verdesonhos

 

Morri:

Quando para mim

Teus olhos se fecharam

Quando no jardim

As flores murcharam

E os pássaros se calaram

 

Morri:

Quando se apagou

O brilho dos olhos teus

Quando secou

A fonte dos sonhos meus

E o silencio ecoou

Na imensidão dos céus

 

Mas hoje...

Quando teus olhos

Para mim se reabriram

Os jardins floriram

E os pássaros cantaram

Porque semeaste luz em meus dias

Porque saciaste minha sede d'alegrias

Hoje renasci!

Autoria:

J. Antero Oliveira

01 dezembro 2011

A minha Alma a renascer

Foto0084

Tantas horas vejo passar

Sem algo acontecer

Passo-as sempre a contar

Quanto falta para te ver

 

Conto a brisa a esvoaçar

Os raios de sol ao amanhecer

Conto os pássaros a cantar

E os jardins a florescer

 

Conto as horas a sonhar

E o silêncio de ensurdecer

Conto porque não sei cantar

A minha alma a renascer

Autoria:

J .Antero Oliveira