11 março 2011

Silêncios…

TRES_ANJOS80por_cento

 

Na madrugada, quero falar-te

Mas da minha boca, nada sai

O silêncio abafa a minha voz!

 

Na madrugada, quero escutar-te

Mas da tua boca, nada sai...

Só há silêncio, entre nós!

 

Talvez um lápis, na sombra dos seus traços

Revele a dor… Da falta dos teus abraços

 

Talvez um lápis pinte uma alvorada

Onde possa amar-te… Ó minha amada!

 

Autoria:

J. Antero Oliveira