04 dezembro 2010

No dia que nasceu o meu viver

 

204ac1

 

Pela minha janela entreaberta
Entra hoje uma luz diferente
Este ar que respiro me desperta
Para o teu perfume docemente...
Tua presença ausente é certa...
Neste coração, teu loucamente!
Num dia que nasceu sem querer
No dia que nasceu o meu viver!

 

 

Autoria:

 

J: Antero Oliveira