26 dezembro 2010

Passadas sim, mas não em vão!

38337_14507n 

 

Naufragando, meus olhos, tristes estão

Vertendo do peito, lágrimas salgadas

Tentando sem jeito, apaziguar o coração...

Convertendo histórias em águas passadas

 

Passadas sim, mas não em vão!

Pois as páginas do livro imaculadas

Onde vou guardar com emoção

O encanto de duas almas enamoradas

 

Perpetuarão escrita a voz do coração

Ao ritmo melodioso daquela canção…

Do rio correndo pela encosta do monte

 

Da ave cantando e voando sobre o mar

Do que nos encheu a alma e fez sonhar...

Projectando vida para além do horizonte!

 

 

Autoria:

 

J. Antero Oliveira

18 dezembro 2010

Eterno sonhador

 

A

 

Porque sou um eterno sonhador

Que se perde no azul do horizonte

Escrevo o que me vai na alma

Com o doce perfume duma flor

Cujo brilho e cor, dão vida ao monte

Que me embala com a sua calma

Te escrevo em versos de amor

Para que a voz do coração te conte

O sonho e o desejo que vai na palma

Da mão que se estende sem pudor

Ao encontro de quem tem de fronte

Entregando simplesmente, esta alma

Esperando que a recebas com o olhar

Desse coração que tanto me faz sonhar

 

Autoria:

J. Antero Oliveira

14 dezembro 2010

Hoje sonhei…

Imagem179

 

Hoje sonhei que estava

Dormindo em teus braços

Quando notei que caminhava

Seguindo os teus passos

 

Foi um sonho que realizava

O caminho em simples traços

Onde uma flor perfumava

O coração com fortes laços

 

Foi um sonhar acordado

Deste coração enamorado

Foi sentir na realidade…

 

A essência duma flor

O florir da felicidade

Na partilha deste amor!

Autoria:

J. Antero Oliveira

04 dezembro 2010

No dia que nasceu o meu viver

 

204ac1

 

Pela minha janela entreaberta
Entra hoje uma luz diferente
Este ar que respiro me desperta
Para o teu perfume docemente...
Tua presença ausente é certa...
Neste coração, teu loucamente!
Num dia que nasceu sem querer
No dia que nasceu o meu viver!

 

 

Autoria:

 

J: Antero Oliveira