15 agosto 2010

Deslumbre do Luar

 
 1969122 BIRDS

 

Meus olhos dormem, ainda que abertos

Meus lábios secam, com sede de ti

Meu coração bate forte, em caminhos desertos

Meu corpo se desvanece nesta ausência de ti

Nesta bela noite de luar

Não procuro o brilho das estrelas

Mas sim, o encanto reluzente, de teu olhar

Não espero uma brisa de verão...

 

Desejo a brisa, do teu respirar...

As ondas se perdem no mar

Todo o vento se desvanece no ar

Até o sol, brilhante, desmaiou

Ao sentir o deslumbre do luar

 
Autoria:
 
J. Antero Oliveira